Bolsonaro envia “Plano Mansueto” ao Congresso

Plano de Equilíbrio Fiscal, que recebeu do Governo o apelido de "Plano Mansueto" (em referência ao secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida), prevê a concessão de empréstimos com garantia da União para estados com dificuldades financeiras


Mansueto Almeida. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente  Jair Bolsonaro enviou ao Congresso Nacional projeto de lei complementar que estabelece o Programa de Acompanhamento e Transparência Fiscal, o Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal. A mensagem de encaminhamento está publicada na edição de hoje, 4,  do Diário Oficial da União.

O Plano de Equilíbrio Fiscal, que recebeu do Governo o apelido de “Plano Mansueto” (em referência ao secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida), prevê a concessão de empréstimos com garantia da União para estados com dificuldades financeiras. Em troca, o governos locais terão de entregar um plano de ajuste ao Tesouro Nacional, que prevê o aumento da poupança corrente ano a ano. O Ministério da Economia acompanhará as medidas de ajuste fiscal dos estados.

Com Agência Brasil