Bolsonaro defende nova Previdência e Brasília faz piada: “Guedes roubou a senha de Carlos”

É a primeira defesa enfática e sem contradições que Bolsonaro faz do projeto que o ministro Paulo Guedes (Economia) considera vital para o Brasil.


Por Fábio Campos
fabiocampos@focus.jor.br

Após polêmicas por causa do gosto duvidoso das tuitadas do presidente Jair Bolsonaro durante o Carnaval, o presidente dedicou o fim da tarde desta quinta-feira para publicar uma sequência de tuítes em que defende o projeto que sua equipe econômica apresentou para a reforma da Previdência.

“É a partir dela que o país terá condições de estabilizar as contas, potencializar investimentos, viabilizar uma rígida reforma tributária e enxugar ainda mais a máquina pública, reduzindo nossas estatais”, disse o presidente em um vídeo. É a primeira defesa enfática e bem formulada que Bolsonaro faz do projeto que o ministro Paulo Guedes (Economia) considera vital para o Brasil

Sempre muito irônico e provocador, os bastidores da política, como registra o site O Antagonista, reagiu dizendo que “Paulo Guedes roubou a senha do Carluxo”, numa referência a Carlos Bolsonaro, o filho do presidente que se dedica às redes sociais e controlaria a atuação do pai na área.

Leia a fala do presidente:

“Os avanços que o Brasil precisa dependem da aprovação da Nova Previdência. É a partir dela que o país terá condições de estabilizar as contas, potencializar investimentos, viabilizar uma rígida reforma tributária e enxugar ainda mais a máquina pública, reduzindo nossas estatais”, escreveu Bolsonaro em uma das duas postagens sobre a reforma nesta tarde.

“Foi pensando na importância disso que nosso time econômico elaborou um modelo de previdência que segue os padrões mundiais, que combate privilégios como aposentadoria especial para políticos, que cobra menos dos mais pobres, e que incluirá todos, inclusive militares. Seguimos!”