Bolsonaro: declarações de Lula promovem a intolerância

"Não vou entrar em uma bola dividida como esta aí. Politicamente, tendo em vista o que ele (Lula) falou, até me ajuda. O que ele tem trazido com estas falas dele é intolerância", afirmou o presidente


Presidente da República, Jair Bolsonaro passa em revista à tropa. Foto: Marcos Corrêa/PR

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Em entrevista à RecordTV, o presidente Jair Bolsonaro destacou que respeita a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a derrubada da prisão em segunda instância. A decisão acabou permitindo a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No entanto, reforçou que as declarações do petista promovem a intolerância.

“Não vou entrar em uma bola dividida como esta aí. Politicamente, tendo em vista o que ele (Lula) falou, até me ajuda. O que ele tem trazido com estas falas dele é intolerância”, destacou à emissora.

“(Lula) Me acusou por trás, ou melhor, acusou frontalmente de estar envolvido na morte da Marielle, entre outras coisas. Eu não fico feliz com isso, e não vejo isso como direito de expressão por parte dele. Vamos ter de engolir este sapo, e o barco segue”, pontuou. Na sequência, o presidente finalizou dizendo que não iria polemizar com uma pessoa que “momentaneamente está em liberdade e condenada em terceira instância”.

Leia Mais
+Gleisi segue Lula e fala que PT é democrático: “quando perdemos, aceitamos o resultado”
+Lula fala a “bolsonaristas”: “não vim para brigar. Quero fazer política de alto nível”