BNB, Caixa e Banco do Brasil serão os agentes financeiros do programa de desenvolvimento econômico do Ceará

A nova estratégia deve criar um ambiente de negócios mais favorável, considerando a simplificação e desburocratização dos processos.


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

“A ideia é construir um pacto para o Ceará crescer mais rápido”, afirmou Camilo Santana, durante evento de lançamento da plataforma para acelerar o crescimento econômico cearense com a redução de desigualdades, como parte do Programa Ceará Veloz, realizado hoje, no Palácio da Abolição.

Como antecipado ao Focus pelo secretário de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Sedet), Maia Júnior, o Banco do Nordeste e o Banco do Brasil serão os agentes financeiros do programa de desenvolvimento econômico do Ceará, além da Caixa Econômica Federal.

A nova estratégia deve criar um ambiente de negócios mais favorável, considerando a simplificação e desburocratização dos processos. A plataforma traz um novo marco regulatório e incentivará sete clusters da economia: Cadeia Produtiva da Saúde, Energias Renováveis, Rede de Segurança Hídrica, Polo de Inovação em TIC, Têxtil e Calçados, Agronegócio e Logística.