Blog do Resenhador

por Leopoldo Cavalcante
Veja todos os artigos do autor

Em Conflito com a Lei: uma criança bate em um funcionário público no livro de Lucas Verzola


Admiro o @lucasverzola. Desde antes de ler os livros dele, quando eu só conhecia os escritos esparsos nas revistas online.

Certo dia apareceu no meu feed do Facebook uma das histórias desse Em Conflito com a Lei, o “audiência de apresentação”. Nele, temos o diálogo entre um magistrado e um representado. Este tinha agredido o funcionário público da fundação CASA em uma briga e agora explicava ao magistrado sobre o ocorrido. Ele faz a argumentação de praxe, que foi sem querer o soco, que não vai se repetir etc etc. E termina com a lacônica frase: “Senhor, foi sem querer. Mas foi bom pra caralho”. Nessa frase, vi que estava diante de um escritor promissor. Quando li todo o Em Conflito com a Lei, vi que não estava errado.

Desde então, falo ao Lucas da minha admiração, de como eu gosto do que ele escreve e de como vou trazer ao público desse Resenhador os livros dele.

Faz uns cinco meses que eu prometo um post para ele.

E faz uns cinco meses que eu fico meio envergonhado quando o encontro por nunca ter escrito o que agora escrevo.

Aliás, ainda vou passar mais um tempo envergonhado porque não era nem sobre esse livro aqui que eu prometi que iria postar, mas sobre o A Última Cabra (uma das minhas capas favoritas). Se eu seguisse regras de SEO e de popularidade, estaria falando dela, afinal, foi com ela que o Lucas apareceu nos recomendados da @quatrocincoum e da @revistaphilos. Mas sou péssimo com timing.

Lucas, tenha paciência comigo e aguente um pouco mais que já já sai A Última Cabra.

Enquanto isso, procurem sua edição de Em Conflito com a Lei. E deem uma força à @revistalavoura.