Barroso diz que não acredita em teorias conspiratórias nos processos que envolvem Lula

“Em erro judiciário eu acredito, já vi muito. Em conspiração eu não acredito", declarou o ministro


Luís Roberto Barroso. Foto: Nelson Jr./SCO/STF.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O ministro do STF, Luís Roberto Barroso, afirmou que não acredita em teorias conspiratórias sobre processos que envolvem o Lula.

O ex-presidente teve suas condenações anuladas pelo ministro Edson Fachin. No entanto, no dia 14 de abril, o plenário do STF deve julgar recurso contra decisão de Fachin.

“Em erro judiciário eu acredito, já vi muito. Em conspiração eu não acredito. Era preciso que um juiz, o Ministério Público, depois os três desembargadores do Tribunal Federal da 4ª região e mais ‘uns’ 5 ministros do STJ estivessem em conluio para perseguir uma pessoa. Eu não acredito nisso”, disparou Barroso, em entrevista ao site UOL.  “Conheço muitos desses personagens e acho que são pessoas corretas”, pontua.

Caso as condenações sejam anuladas, Barros, declarou que a decisão será respeitada.  “O TSE, como todas as instituições de uma democracia, deve cumprir as leis e instituições judiciais. Se todas as decisões vierem a ser anuladas, é o que deve ser feito”, disse. Vale lembrar que o ministro também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral.