Atenção: empresário Amarílio Macêdo é candidato a senador na chapa de RC

O acionista do Grupo J. Macêdo, oriundo do jovem grupo do CIC que mudou a política do Ceará na década de 1980, aceitou a dura empreitada de disputar a única vaga de senador contra Camilo Santana (PT)


Na imagem, Tasso, ao lado de RC e o candidato a vice, Domingos Fillho, expõe acerca do quadro que levou à indicação der Macêdo, de camisa azul clara.

Depois de muita confusão no âmbito da federação PSDB-Cidadania, que redundou na destituição da direção que tinha Chiquinho Feitosa à frente, Tasso Jereissati assumiu as rédeas do processo e atraiu o empresário Amarílio Macêdo para uma disputa política-eleitoral. O ex-CEO, hoje membro do Conselho e acionista do Grupo J.Macêdo, será o candidato a senador na aliança com o PDT.

Será duríssima a tarefa: derrotar o ex-governador Camilo Santana na disputa pela úniva vaga de senador disponível.

Antes cotado para ser candidato a senadsor nessa aliança, o médico Dr Cabeto, ex-secretário de Saúde de Camilo Santana, abriu mão de concorrer, mas aceitou ser o primeiro suplente de Amarílio.

Para Roberto Cláudio, trata-se de uma excelente solução e que agrega muito valor à sua chapa majoiritária. Amarílio tem uma trajetória de referência no Ceará e no Brasil. Foi ele um dos três cabeças, junto com Tasso  e Beni Veras, do movimento histórico que emergiu do Centro Industrial do Ceará e foi para a política, elegendo Tasso em 1986 para o Governo. Essa geração desenhou uma parte muito positiva da gestão pública do Ceará.

Na sequência, Amarílio foi alijado do grupo por ter perdido espaço e musculatura na correlação interna do movimento que deixou de ser… movimento e já assumira o poder no Ceará.

Antes cotado para ser candidato a senador nessa aliança, o médido Dr Cabeto, ez-secretário de Saúde de Camilo Santana, abriu mão de concorrer, mas aceitou ser o primeiro suplente de Amarílio. Cabeto também estava presente no evento e até posou em fotos com Amarílio.

Muito recentemente, escrevi uma homenagem à trajetória do empresário (leiam aqui.)

Fábio Campos

Jornalista graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi repórter de política e articulista do O Povo, o mais tradicional veículo de jornalismo impresso do Ceará, onde editou a Coluna Política por 14 anos (1996-2010) e a Coluna Fábio Campos por sete anos (2010-2017). Também foi editorialista do mesmo veículo entre 2013 e 2017. Concomitantemente às funções no jornal, editou o Anuário do Ceará por 15 anos, modernizando o conteúdo e o projeto gráfico da prestigiada publicação. Apresentou o programa Jogo Político na TV O Povo por 12 anos, ancorou o programa Contraponto na TV Cidade (Record), foi comentarista de política na TV Jangadeiro (SBT) e na rádio O Povo/CBN. Em agosto de 2017 iniciou a startup Focus.jor.