Atenção: decisão liminar de ministro do TSE mantém neutralidade do PSDB no Ceará

A decisão, na prática, suspende o ato que indicou o empresário Amarilio Macêdo para o senado e a coligação com o PDT. O mérito da questão ainda vai para o pleno a corte eleitoral.


Mais um round da inesperada luta entre Chiquinho Feitosa (à esquerda) e Tasso Jereissati (à direita)

O ministro Benedito Gonçalves, do TSE, deferiu liminar que reestabelece o teor da convenção que aprovou a neutralidade da federação PSDB-Cidadania nas eleições do Ceará.

”Não constato a existência de norma em estatuto da Federação PSDB-Cidadania que tenha estabelecido requisitos para a formação de coligações em âmbito estadual”, argumentou o ministro.

O caso é de grande complexidade devido à proximidade da campanha eleitoral e o limite dos prazos para inscrição de chapas.

A decisão de Valadares, em caráter liminar, anula a aliança da Federação com o PDT no Ceará. Anula também a indicação do empresário Amarilio Macêdo para ser o candidato ao Senado da coligação.

Na última quinta-feira, uma sucessão de acontecimentos abalou as hostes do PSDB no Ceará. Inconformado com a decisão pessoal de Tasso Jereissati de declarar que o partido iria se coligar com o PDT, Chiquinho Feitosa conduziu uma convenção que aprovou a neutralidade.

Na sequência, veio uma série de decisões que envolveu os comandos nacionais tanto do PSDB quanto do Cidadania. Uma delas tirou Feitosa da presidência da sigla no Ceará.

Veja a decisão

Leia Mais
+Atenção: empresário Amarílio Macêdo é candidato a senador na chapa de RC
+Chiquinho chama Tasso para brigar no tapetão
+Tasso expulsa Chiquinho até da presidência do PSDB

Fábio Campos

Jornalista graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi repórter de política e articulista do O Povo, o mais tradicional veículo de jornalismo impresso do Ceará, onde editou a Coluna Política por 14 anos (1996-2010) e a Coluna Fábio Campos por sete anos (2010-2017). Também foi editorialista do mesmo veículo entre 2013 e 2017. Concomitantemente às funções no jornal, editou o Anuário do Ceará por 15 anos, modernizando o conteúdo e o projeto gráfico da prestigiada publicação. Apresentou o programa Jogo Político na TV O Povo por 12 anos, ancorou o programa Contraponto na TV Cidade (Record), foi comentarista de política na TV Jangadeiro (SBT) e na rádio O Povo/CBN. Em agosto de 2017 iniciou a startup Focus.jor.