Apoiador histórico de Ciro, jornalista Nelson Motta diz que está na hora de o pedetista “tirar o time”

Não podemos correr o menor risco desse Ser Abjeto, pelo avesso de um milagre, ganhar as eleições; ou se perder, o que é provável, tumultuar o pleito e convulsionar o país


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Apoiador histórico e admirador de Ciro Gomes, o jornalista, compositor e produtor Nelson Motta, um crítica das estripulias do PT, pede que o pedetista retire a candidatura e apoie Lula contra o que ele considera ser um pesraonagem abjeto. No caso, o presidente Jair Bolsonaro.

Leiam a declaração de Motta nas redes sociais 

Querido Ciro,

Somos amigos desde 1994, quando eu morava em Nova York você apareceu como o jovem e brilhante governador do Ceará. Conversamos bastante. Fiquei impressionado com a sua inteligência e sua visão politica moderna do Brasil, na euforia do sucesso do Plano Real no primeiro governo do Fernando Henrique, com o real emparelhado ao dólar, você tinha 37 anos e eu pensei: “esse cara ainda vai ser presidente da Republica. É o que o Brasil precisa e merece.”

Votei em você duas vezes, sempre com orgulho e esperança, continuo acreditando que você é o mais preparado dos candidatos, pela experiencia pública, pelo estudo, pelo programa de governo. Pela vocação, o talento e, sim, a honestidade. Não sou moralista punitivista, mas para mim continua sendo um requisito fundamental ao politico representante do povo.

Nem vamos falar em polícia, processos, escândalos, roubalheiras, delatores, promotores e juízes venais: não há nada disso na sua biografia. Mas no Brasil de hoje são ladrões de verbas públicas pedindo ética na política, rachadistas e milicianos proclamando o fim da corrupção. Rôtos falando de ratos. Voce não tem nada a ver com isso. Fica parecendo um ET pregando no deserto. O Brasil nunca esteve tão burro e tão surdo. Efeitos da raiva irracional, que também está lhe atingindo.

Acompanhei sua campanha e colaborei o quanto pude. Posso estar errado, mas chegou a hora de tirar o time com dignidade e ajudar a mudar o rumo do país. Quando você denuncia os pôdres do Lula ( que merece, mas não agora ) acaba ajudando o Inominável. Não podemos correr o menor risco desse Ser Abjeto, pelo avesso de um milagre, ganhar as eleições; ou se perder, o que é provável, tumultuar o pleito e convulsionar o país.

Tenho certeza que meus amigos petistas inteligentes e racionais, e são muitos, tem consciência dos graves erros de pensamento, palavras e obras que o partido cometeu, até ficar parecido com os partidos que combatia. Mas concordo com eles: agora é hora de união nacional em torno de Lula. Para nos livrar do Inominável para sempre.

Grande abraço. Ciro 2026.

 

Fábio Campos

Jornalista graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi repórter de política e articulista do O Povo, o mais tradicional veículo de jornalismo impresso do Ceará, onde editou a Coluna Política por 14 anos (1996-2010) e a Coluna Fábio Campos por sete anos (2010-2017). Também foi editorialista do mesmo veículo entre 2013 e 2017. Concomitantemente às funções no jornal, editou o Anuário do Ceará por 15 anos, modernizando o conteúdo e o projeto gráfico da prestigiada publicação. Apresentou o programa Jogo Político na TV O Povo por 12 anos, ancorou o programa Contraponto na TV Cidade (Record), foi comentarista de política na TV Jangadeiro (SBT) e na rádio O Povo/CBN. Em agosto de 2017 iniciou a startup Focus.jor.