André Fernandes encaminha as denúncias ao MP em caráter sigiloso

A Assessoria de Imprensa da PGJ confirmou que os documentos foram protocolados e, em caráter sigiloso, enviados ao Gabinete do Procurador Geral de Justiça, Plácido Rios.


Foto: Reprodução do Instagram.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Depois de inverter a ordem das coisas, o deputado estadual André Fernandes (PSL) resolveu entregar finalmente uma cópia das denúncias que recebeu ao Ministério Público. Os documentos foram protocolados nesta sexta-feira, 14, na sede da Procuradoria Geral de Justiça. Em sua página no Instagram, Fernandes afirmou que “cabe agora ao Ministério Público apurar todos os fatos e investigar. Não posso ser irresponsável a ponto de citar nomes apenas através de denúncias embasadas em indícios, e o Art. 150 -A do regimento interno da ALECE me assegura esse direito. Independente do cargo ou função, lugar de bandido é na cadeia”.

A Assessoria de Imprensa da PGJ confirmou que os documentos foram protocolados e, em caráter sigiloso, enviados ao Gabinete do Procurador Geral de Justiça, Plácido Rios. Segundo fontes do Ministério Público, a seguir o trâmite normal dos procedimentos, o caso deve ser enviado à Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública.

Leia Mais

+Heitor Freire: posicionamento do deputado André Fernandes gerou “desconforto e surpresa”

+Exclusiva: PSL destitui André Fernandes da presidência da sigla em Fortaleza
+PSDB quer apurar fala de André Fernandes que disse haver deputado de facção criminosa
+A regra é clara: ainda na CCJ, o deputado pode dizer não ao título de cidadania
+João Pedro Stédile, do MST, receberá título de Cidadão Cearense na Assembleia