2,5 mil soldados reforçam a segurança no Ceará

Os militares do Exército vão atuar nas ruas do Ceará após começar a vigorar a Garantia da Lei e da Ordem (GLO), que possibilita o emprego das Forças Armadas em situações nas quais há o esgotamento das forças tradicionais de segurança pública.


Exército brasileiro. (Valter Campanato/ Agência Brasil)

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Ao todo 2,5 mil homens do Exército atuarão em reforço à segurança pública do Ceará, em meio ao motim de policiais militares no estado.  A informação foi divulgada pelo Diário do Nordeste e confirmada em reunião entre senadores realizada na tarde de hoje, 21, no Centro de Fortaleza.

As Forças Armadas, com um contingente de 300 homens, já atuam em Fortaleza e em cidades vizinhas desde as 7h de hoje. O reforço foi demandado pelo governador Camilo Santana (PT), em razão dos motim de policiais militares que ocupam batalhões em Fortaleza.

Os militares do Exército vão atuar nas ruas do Ceará após começar a vigorar a Garantia da Lei e da Ordem (GLO), que possibilita o emprego das Forças Armadas em situações nas quais há o esgotamento das forças tradicionais de segurança pública e em graves situações de perturbação da ordem. A autorização para a GLO foi dada ainda na quinta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro, atendendo a um pedido do governador Camilo Santana.

“São 2.500 homens por dia. Então, se pegarmos 6 mil homens da PM na cidade de Fortaleza, que entram em 3 turnos, temos, só de Forças Armadas, um contingente maior do que normalmente a gente coloca na rua”, detalhou o senador Major Olímpio (PSL-SP), após a reunião.